08/04/2019 11:45

Fraternidade e Políticas Públicas: o que diz a Campanha da Fraternidade 2019?

Você lembra do verdadeiro significado da Páscoa, além dos coelhos e chocolate? Ela nos lembra da ressurreição de Jesus e nos convida a celebrar a vida e a esperança. É um período de renovação, de rever atitudes, mudar e evoluir, além de ser considerada uma das datas mais importantes do calendário litúrgico cristão.

 

É justamente por isso que, todo o ano, durante o período da Quaresma principalmente, que a Campanha da Fraternidade chega às pessoas como forma de convite à mudança de atitudes. O objetivo da campanha é, a cada ano, trazer temas atuais e relevantes para promoção de transformações sociais e comunitárias.

 

Este ano o tema apresentado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é “Fraternidade e Políticas Públicas”, com o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is. 1, 27).

Uma vez que a Campanha da Fraternidade é um instrumento muito valioso (e poderoso), que serve a toda comunidade como apoio e motivação para a conversão social, as temáticas apresentadas são sempre sobre situações que ferem a dignidade humana. Nesse sentido, qual será a verdadeira reflexão que a atual campanha nos convida a fazer?

Fraternidade e Políticas públicas: uma reflexão pelo bem comum.

A nova campanha da fraternidade chega após um ano de eleição, quando inauguramos um novo período, com um novo executivo eleito. Precisamos lembrar, então, que a nossa participação enquanto sociedade não encerra com o voto. Assim, o tema escolhido tem como objetivo estimular a nossa participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade.

 

Por isso o convite a refletir sobre políticas públicas é importante. Só assim podemos entender como elas atingem e transformam a vida cotidiana e o que podemos fazer para torná-las efetivas. E a nossa participação ativa no que é feito é a semente para que o bem comum nasça, cresça e possa florescer.

E o que entendemos por políticas públicas?

A Política Pública surge a partir da carência ou excesso que existe em qualquer âmbito da sociedade (meio ambiente, economia, gestão pública, saúde, educação, etc.), por exemplo: escassez de alimento em uma certa localidade ou excesso de mosquitos transmissores da dengue (Aedes Aegypti). E as políticas públicas são as formas de intervir e reduzir esses problemas.

O que não podemos acreditar é que a elaboração das políticas públicas seja algo restrito a um grupo seleto da sociedade. Não. Ela pode ser feita por todos, afinal, envolve o desejo sincero de dialogar, de ter empatia com o próximo e vontade de mudança. Nesse sentido, todos são bem-vindos para a criação dessa conversa que deve visar ao bem comum da população.

Fraternidade e Políticas Públicas.

E você lembra que a fraternidade é um dos pilares que sustentam o jeito franciscano de ser e viver? “Aqui, todos são irmãos. Acreditamos no poder da coletividade como a melhor ferramenta para movimentar montanhas, transformar o ódio em amor e tornar o mundo em um lugar melhor”.

 

Unir em uma única campanha o tema “fraternidade e políticas públicas” é uma maneira de mostrar a força do coletivo. Juntos, unidos por um único objetivo, temos o poder de transformar o nosso entorno e proporcionar o bem comum.

 

 

Fonte: Vida Pastoral

Atreva-se

O que te motiva? Atreva-se é uma campanha dos Frades Capuchinhos do Brasil para que os jovens conheçam mais sobre vida franciscana e escolham seguir este caminho. Aqui, a sua motivação é essencial para transformar o mundo em um lugar melhor.

Leia Também
Caminhada ecológica envolve a comunidade de Sapopemba, SP
21/08/2018 06:00

Recentemente, foi realizada na cidade de Sapopemba, Zona Leste de São Paulo, uma caminhada ecológica em defesa da paz e do meio ambiente. Na ocasião, foram convidadas as crianças e adolescentes do CECAPAS (Centro Capuchinho de Ação Socioeducativa), que junto de seus responsáveis, foram guiados pelo Frei José Longarez até o Viveiro Parque Linear de Integração Zilda Arns.

O principal objetivo do percurso era chamar a atenção do poder público para a sujeira e falta de saneamento da região. Além disso, os participantes aproveitaram para pedir pela conscientização dos moradores da proximidade, uma vez que é dever de todos zelar pelo lugar onde vivemos. 

E não foi só isso. No fim, todos puderam participar de uma oficina sobre manejo de horta no Parque Linear e assim, juntos, construir uma horta comunitária. Além do contato com a terra, a mobilização proporcionou um momento coletivo onde todos puderam mudar um pouco mais do meio em que vivem.

E qual é a sua causa? Mudar o seu bairro, estado ou país? Prefere cuidar da natureza ou dos animais? Então lembre-se que aqui você terá espaço para isso. A sua causa é a sua motivação, e a sua motivação transforma. Clique aqui e cadastre-se.

LEIA MAIS
5 fatos sobre a vida franciscana que você nunca imaginou!
21/08/2018 06:00

Antes de começar, precisamos explicar para você que um dos principais pilares que sustentam a vocação franciscana é a fraternidade. Em outras palavras: um título que nos transforma em irmãos de tudo e todos. É por isso que dizemos que nenhum frade vive sozinho ou em solidão. 

Além disso, na nossa fraternidade não existem chefes, senhores, abades ou priores, porque todos têm o mesmo caráter: o de serem simplesmente irmãos menores em missão. Assim, podemos dizer que o nosso estilo de vida não é formado por uma organização “vertical”, mas, sim, muito mais “horizontal” e coletiva. Certo?
Então, agora, vamos conhecer um pouco mais sobre a vida franciscana?


1-    Liberdade também é um pilar.
Existe um longo percurso de estudos e dedicação para quem deseja seguir a vida franciscana. Além disso, aqui, aprendemos a viver com simplicidade e perto da natureza. Mas isso não significa ter uma vida de enclausuramento, longe de tudo e todos. Nossa vida continua sendo a mesma: nos divertimos, temos hobbys, praticamos esportes (de futebol a escalada), trabalhamos (como engenheiros, advogados, filósofos, professores, jornalistas), rimos, ouvimos músicas, dirigimos e andamos tranquilamente pelas ruas quando queremos.


2-    A diversidade faz parte e nos fortalece.
Acreditamos que as nossas diferenças são capazes de tornar a vida em fraternidade mais forte e completa. Enquanto alguns freis estudam engenharia, outros preferem filosofia. Tem aqueles que escolhem biologia e os que preferem manter-se na teologia. Aqui, você é livre para ser você, ter os seus hobbys e o seu ritmo. O que importa é a vida em fraternidade, sem posses e com o coração desprendido, onde juntos somos um. 


3-    Defendemos causas da sociedade
Seja em defesa da natureza, de uma comunidade carente que foi esquecida pelo estado, que sofreu com um desastre natural (como o terremoto do Haiti) ou até uma ação mais simples em prol dos animais. É essa crença que torna a missionalidade um pilar tão importante da vida franciscana. Com pequenas ações, paciência e muita insistência, o nosso trabalho muda o entorno, tornando a vida mais digna, proveitosa e alegre.


4-    Somos simples (e muito felizes)
Simplicidade não é ser miserável. Na verdade, quando falamos sobre simplicidade, falamos sobre viver com o que precisamos (e só). Sem luxos e sem excessos. Ao longo dos anos, aprendemos como o contato com o meio ambiente é importante e faz bem, como ler um bom livro pode confortar a alma e como uma conversa sincera com nós mesmos (ou com o próximo) enriquece o espírito. Além de uma vida mais leve, essas crenças contribuem para um mundo mais sustentável e consciente.


5-    Não estamos off!
Pelo contrário, estamos muito conectados. Com o mundo, com as pessoas e com a comunidade. A diferença é que, uma vez que aprendemos a valorizar uma vida mais simples, descobrimos como o “mundo off” pode ser muito mais colorido, tranquilo e estimulante. Ao mesmo tempo em que viajamos pelo mundo inteiro, fazendo o bem e transformando o mundo sem pensar em fronteiras, também navegamos pela internet para nos mantermos atualizados sobre tudo o que está acontecendo aqui e agora, em todo o lugar.


A vida franciscana é para todos os homens que tem Deus no coração e tem motivação para transformar o mundo. Se você chegou até aqui, é porque você tem tudo isso. Que tal começar aos poucos? Atreva-se a cadastrar-se e ficar por dentro das nossas ações dentro da sua comunidade, para isso, é só clicar aqui.
 

LEIA MAIS
Pensando no futuro: conheça a creche Chapeuzinho Marrom
21/08/2018 09:00

Há mais de 30 anos, a instituição Chapeuzinho Marrom atende crianças de 2 a 4 anos. São filhos de mães trabalhadoras, crianças em risco social e nutricional e portadoras de deficiência. Localizada no Complexo do Turano, entre os bairros da Tijuca e Rio Comprido, a instituição é credenciada pela Secretaria Municipal de Educação e segue as orientações dos Parâmetros de Qualidade para Educação Infantil do Ministério da Educação.

Quem mantém o espaço destinado aos pequenos é o Santuário Basílica de São Sebastião, dos Frades Capuchinhos. O trabalho coordenado permite que as crianças tenham alimentação balanceada e de qualidade, contem com um ambiente limpo, acolhedor e seguro.

Você costuma pensar em crianças em situação de risco? Não sabe por onde começar para ajudá-las? Então cadastre-se neste link que nós ajudamos você com informações sobre a sua comunidade.

LEIA MAIS