Atreva-se

O que te motiva? Atreva-se é uma campanha dos Frades Capuchinhos do Brasil para que os jovens conheçam mais sobre vida franciscana e escolham seguir este caminho. Aqui, a sua motivação é essencial para transformar o mundo em um lugar melhor.

Quer saber o que motiva? Assista o vídeo abaixo!
 

Frei Laércio Duminelli da Luz

Frei Laércio Duminelli da Luz nasceu no dia 20 de fevereiro de 1983 em Nova Veneza, Santa Catarina. Ingressou na Província dos Freis Capuchinhos em 2004 e, a partir de 2007, cursou filosofia na Universidade Católica de Pelotas.

Conheceu a vida franciscana em 1991, por meio da equipe de missionários que visita diversas cidades do país pregando o evangelho de Jesus Cristo. Na época, não pensava em ser Frei, mas se encantou com a forma de vida e decidiu que queria seguir esse caminho. Em 2003, quando amadureceu seu discernimento vocacional, procurou o contato dos Freis para trabalhar como missionário.

Hoje, como Frei Capuchinho há mais de 13 anos, se dedica a ajudar adolescentes e jovens em sua província. Para Frei Laércio, ao escolher fazer parte da vida franciscana, tanto o intelecto como o afeto precisam responder satisfatoriamente a essa vontade. Para ele, escutar o chamado de Deus é escutar os próprios questionamentos que surgem no confronto com a realidade dos outros irmãos, e na vontade de ajudá-los.

CONHEÇA ESSA HISTÓRIA
Frei José Strasser Júnior

Tem coisas que a gente simplesmente sabe e sente. Eu, por exemplo, sempre soube da minha vocação. Nasci no dia 25 de setembro de 1994, em Cosmópolis, SP e lá onde eu vivia não existiam Frades Capuchinhos, por isso eu nunca tive muito contato com esse estilo de vida, mas desde muito pequeno tinha interesse em ser padre. Por isso nunca ignorei o meu chamado.

Antes de descobrir a vida franciscana, participei de alguns encontros vocacionais com os jesuítas e foi durante as orientações que eles perceberam que a minha vocação era para a vida franciscana. A partir disso, decidi buscar e entender mais sobre esse jeito de viver. Na minha cabeça, sempre imaginava os frades como pessoas simples, com cuidado e amor muito grandes pelas outras pessoas. Mas foi depois de ir aos encontros vocacionais que amadureci a minha vocação e me encantei por esse estilo de vida. Entendi que o meu caminho não era ser padre, mas viver a fraternidade e ajudar os irmãos. Hoje, sou frei há 2 anos, mas sigo a vida religiosa há mais de 5 anos. 

O que mais me encanta nesta jornada é a possibilidade de estar mais perto dos irmãos e poder ajudá-los a viver em harmonia. Sem falar no cuidado com a natureza e com toda a criação de Deus. Tenho certeza que se você está aqui é porque sente este chamado dentro de você. Às vezes ele não pode ser tão claro, mas você precisa atrever-se a ouvi-lo. Acesse este link e descubra como a vida franciscana pode ser o que você procura.

CONHEÇA ESSA HISTÓRIA
Frei Cláudio Moraes Messiais

O seu chamado é único e pode vir de qualquer lugar, a qualquer momento. Para mim, tudo começou quando participei de uma missa, onde recebi um convite para ser padre. Senti que aquele era o meu chamado! Por isso, decidi pesquisar mais sobre a vida religiosa e foi assim que me identifiquei com a vida franciscana. Sou natural de Cândido Mota, nasci em 1978, filho de Maria Holanda Ferreira e Sebastião Moraes Messias. Foi na minha cidade natal que tive meu primeiro contato com os Freis Capuchinhos.

Mesmo depois de me identificar com a vida franciscana, esse estilo de vida me surpreendeu! Afinal, acreditava que teria uma rotina muito mais fechada, dentro de um convento, com pouco contato humano e muita oração. Não foi assim. Hoje, me identifico principalmente com a possibilidade de me colocar a serviço do bem comum, por meio de projetos concretos de ajuda ao próximo, fraternidade e amor. 

O seu chamado pode ser como foi comigo, ou pode ser o simples fato de estar lendo o meu relato. Atreva-se a conhecer mais sobre a vida em irmandade, encante-se como eu e encontre-se. Acesse este link!

CONHEÇA ESSA HISTÓRIA
Frei Felipe Helder Careno

Eu sempre soube que a vida franciscana era uma forma de viver próximo do povo e com muita alegria. Por isso, tive interesse em fazer parte. O meu chamado ocorreu pela convivência pastoral e, também, pelo testemunho dos Frades. Nasci no dia 11 de agosto de 1992, em Terra Rica no Paraná, e sou filho de Gilmar Careno e Irene Coltre Careno. Foi ali, na paróquia onde cresci, que comecei os meus primeiros contatos com os Frades. Ou seja, desde a infância.

Considero que o meu chamado e o despertar da minha vocação foram todas as participações que tive em pastorais, retiros paroquiais, grupos de jovens e da própria convivência com os Frades. Talvez, por isso, sempre tive essa imagem dinâmica e cheia de vida da vida capuchinha. Sou Frei há 5 anos e, nessa trajetória, o que mais me chama a atenção é a vida fraterna e missionária.

Espero que a minha história incentive você a atrever-se a plantar essa semente dentro de você. Este aqui pode ser o chamado para despertar a sua vocação! Acesse este link e descubra.

CONHEÇA ESSA HISTÓRIA
Fraternidade
Aqui, todos são irmãos. Acreditamos no poder da coletividade como a melhor ferramenta para movimentar montanhas, transformar o ódio em amor e tornar o mundo um lugar melhor.
Alegria
É com um sorriso no rosto que se leva alegria e esperança ao próximo. E é com essa leveza de espírito que buscamos fazer o bem em cada missão que realizamos.
Simplicidade
Ser franciscano é abraçar a simplicidade e encontrar a presença de Deus nas pequenas coisas. Cremos que uma vida simples e próxima do que realmente importa é o caminho para uma vida muito mais completa.

Vida Franciscana

Fraternidade e Políticas Públicas: o que diz a Campanha da Fraternidade 2019?
08/04/2019 11:45

Você lembra do verdadeiro significado da Páscoa, além dos coelhos e chocolate? Ela nos lembra da ressurreição de Jesus e nos convida a celebrar a vida e a esperança. É um período de renovação, de rever atitudes, mudar e evoluir, além de ser considerada uma das datas mais importantes do calendário litúrgico cristão.

 

É justamente por isso que, todo o ano, durante o período da Quaresma principalmente, que a Campanha da Fraternidade chega às pessoas como forma de convite à mudança de atitudes. O objetivo da campanha é, a cada ano, trazer temas atuais e relevantes para promoção de transformações sociais e comunitárias.

 

Este ano o tema apresentado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) é “Fraternidade e Políticas Públicas”, com o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is. 1, 27).

Uma vez que a Campanha da Fraternidade é um instrumento muito valioso (e poderoso), que serve a toda comunidade como apoio e motivação para a conversão social, as temáticas apresentadas são sempre sobre situações que ferem a dignidade humana. Nesse sentido, qual será a verdadeira reflexão que a atual campanha nos convida a fazer?

Fraternidade e Políticas públicas: uma reflexão pelo bem comum.

A nova campanha da fraternidade chega após um ano de eleição, quando inauguramos um novo período, com um novo executivo eleito. Precisamos lembrar, então, que a nossa participação enquanto sociedade não encerra com o voto. Assim, o tema escolhido tem como objetivo estimular a nossa participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade.

 

Por isso o convite a refletir sobre políticas públicas é importante. Só assim podemos entender como elas atingem e transformam a vida cotidiana e o que podemos fazer para torná-las efetivas. E a nossa participação ativa no que é feito é a semente para que o bem comum nasça, cresça e possa florescer.

E o que entendemos por políticas públicas?

A Política Pública surge a partir da carência ou excesso que existe em qualquer âmbito da sociedade (meio ambiente, economia, gestão pública, saúde, educação, etc.), por exemplo: escassez de alimento em uma certa localidade ou excesso de mosquitos transmissores da dengue (Aedes Aegypti). E as políticas públicas são as formas de intervir e reduzir esses problemas.

O que não podemos acreditar é que a elaboração das políticas públicas seja algo restrito a um grupo seleto da sociedade. Não. Ela pode ser feita por todos, afinal, envolve o desejo sincero de dialogar, de ter empatia com o próximo e vontade de mudança. Nesse sentido, todos são bem-vindos para a criação dessa conversa que deve visar ao bem comum da população.

Fraternidade e Políticas Públicas.

E você lembra que a fraternidade é um dos pilares que sustentam o jeito franciscano de ser e viver? “Aqui, todos são irmãos. Acreditamos no poder da coletividade como a melhor ferramenta para movimentar montanhas, transformar o ódio em amor e tornar o mundo em um lugar melhor”.

 

Unir em uma única campanha o tema “fraternidade e políticas públicas” é uma maneira de mostrar a força do coletivo. Juntos, unidos por um único objetivo, temos o poder de transformar o nosso entorno e proporcionar o bem comum.

 

 

Fonte: Vida Pastoral

LEIA MAIS
O que a sua motivação tem a ver com a transformação?
14/03/2019 11:15

Antes de tudo, precisamos avisar: não interprete este texto como algo técnico, mas como uma carta de motivação para você entender um pouco mais o que se passa dentro de você.

 

Você já parou para pensar na sua motivação pessoal e em como ela está intrínseca a você, mesmo sem que perceba? Isso porque por trás de cada ação e decisão que tomamos existe um motivo. Para começar este texto, buscamos explicar, antes, o que é motivação e porque ela faz parte da existência humana. Por isso recorremos às ciências humanas e encontramos que a motivação é usada para se referir a um impulso interno que leva a uma ação.

 

Em 1997, Rugers, Ludington e Graham chegaram à conclusão de que sempre que sentimos um desejo ou necessidade de algo, estamos em um estado de motivação. “Motivação é um sentimento interno, um impulso que alguém tem de fazer alguma coisa”. As nossas motivações nos levam a uma ação, mas o que nos leva às nossas motivações? A resposta está nas suas necessidades.

 

 

Existe uma teoria, descrita pelo psicólogo americano Maslow, que propõe que as necessidades dos seres humanos seguem uma hierarquia, definindo que elas estão organizadas em níveis, seguindo uma ordem de importância e de influência, como em uma pirâmide. Quanto mais na base, mais baixas são essas necessidades, quanto mais no topo, maiores elas são. Divididas entre Satisfação Fora do Trabalho e Satisfação no Trabalho.

 

Com a Pirâmide das Necessidades de Maslow, podemos perceber que para o pesquisador as questões referentes a Autorrealização, Estima e Sociais estão entre as necessidades mais importantes para os seres humanos. De acordo com Maslow, as necessidades sociais incluem a necessidade de associação, de participação, de aceitação por parte dos companheiros, de troca de amizade, de afeto e amor. A necessidade de estima abrange a autoapreciação, a autoconfiança, a necessidade de aprovação social, de respeito, de status, prestígio, consideração, confiança perante o mundo, independência e autonomia. A necessidade de autorrealização, a mais importante, tem a ver com a necessidade do indivíduo em realizar o seu potencial e autodesenvolver-se.

 

 

E o que nós queremos dizer com isso?

 

Basicamente, queremos mostrar como as nossas motivações estão intrínsecas no nosso ser. Nossas motivações nos colocam em movimento, mas para isso acontecer precisamos nos sentir livres para fazer as nossas próprias escolhas, fazer o bem e exercermos a nossa individualidade. Quando deixamos que a nossa motivação nos coloque em movimento e guie as nossas ações, satisfazemos o nosso espírito e a nossa mente. E quando a ela está atrelada ao amor de Deus, a nossos semelhantes e à natureza, nós nos tornamos ainda mais fortes (como você pode ler no “versículo de motivação” que selecionamos para você).

 

Ele fortalece o cansado
e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam
e ficam exaustos,
e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor
renovam as suas forças.
Voam alto como águias;
correm e não ficam exaustos,
andam e não se cansam. 

Isaías 40:29-31

 

 

E não é apenas isso. Essas ações têm força para mudar o mundo, os lugares próximos de você: seu bairro, cidade, país ou planeta se transformam em um lugar melhor. Temos certeza de que, se você está aqui, sente que uma voz dentro de você te motiva a seguir em frente, usar todo o seu potencial para chegar a algo maior, desenvolver o seu corpo e espírito e, então, fazer a diferença.

 

Você só precisa saber:

Qual a sua motivação? Qual a sua missão?

 

Você precisa atrever-se. Não importa qual seja a sua motivação, ela pode transformar o mundo. E a Vida Franciscana pode te ajudar nesta missão. Acesse e saiba como. Mas antes, assista o nosso vídeo sobre motivação:

LEIA MAIS
Como se conectar com a sua espiritualidade
29/01/2019 00:00

O ritmo acelerado do trabalho, da família e dos estudos consome muito tempo do dia a dia das pessoas. Todas essas atividades fazem com que muitas pessoas esqueçam de fazer algo tão importante quanto se conectar com o lado espiritual.

 

Quando falamos em espiritualidade não estamos falando apenas de religião. A espiritualidade está relacionada ao seu ser e ao que existe dentro de você: o amor, o caráter, a forma como você se relaciona com as outras pessoas e a sua essência. A verdade é que a espiritualidade não possui um significado único para todos. Há diversas formas de interpretá-la, para que se possa entender o que ela representa para você e como ela pode transformar a sua vida.

 

Viver uma vida feliz depende de como está a sua vida interior. Pensamentos, emoções, crenças e desejos dizem muito sobre como você está se sentindo. Se não houver paz interior, você jamais encontrará o seu bem-estar e a sua tranquilidade. Ter espiritualidade é justamente isso: ter uma paz interior, que vai permitir que os seus valores o guiem sobre como você irá interagir com o mundo a sua volta. Acredite: a espiritualidade vai te preencher como nenhum bem material jamais fará.

 

Existem inúmeros ganhos em encontrar a espiritualidade:

 

Você terá mais harmonia nas relações interpessoais.

Quando você estiver espiritualizado, você já terá encontrado as suas verdades. Quando você olhar para o seu próprio eu, provavelmente passará a conhecer mais os seus limites, os seus valores e o que você realmente espera das outras relações. Desta forma, você poderá estabelecer o limite que as outras pessoas têm na sua vida, e assim não irá permitir que elas te afetem com mau humor, ofensas e negativismo.

 

- Você terá mais prazer em viver

Quando você está espiritualizado consegue ver o melhor em cada momento. Quem tem paz interior percebe que a felicidade não depende de grandes acontecimentos ou muito dinheiro. Assim, é possível sentir mais prazer nas pequenas coisas da vida, como passear, ler, cozinhar e ajudar as outras pessoas.

 

- Você fará tudo com mais amor

Você já deve ter ouvido falar que quando fazemos com amor tudo fica melhor! E é a mais pura verdade! Quando estamos espiritualizados, conseguimos sentir felicidade ao ter a oportunidade de fazer o nosso trabalho e viver as experiências do dia a dia. Assim, colocamos mais amor em nossas atitudes e conseguimos sentir uma felicidade inabalável!

 

São muitas vantagens, certo? Mas você deve estar se perguntando: como faço para me conectar com a minha espiritualidade? Comece eliminando todos os preconceitos da sua vida! Se você deseja iniciar esse caminho, mas não sabe por onde começar, os livros podem te dar um direcionamento e mais embasamento para seguir o seu trajeto. Além disso, a natureza também tem um papel importante nesse processo. Tente, pelo menos nas horas vagas, visitar um parque, ir para o interior ou para a praia.

 

E por último, não esqueça de se conectar com você mesmo! Para ter paz de espírito, você precisa entender o que te faz se sentir bem energizado, positivo e de bem com a vida. Por isso, procure ouvir o seu coração e entender quais são os seus interesses e quais são as suas prioridades. Atreva-se a buscar um novo sentido para a sua vida, atreva-se a escolher o caminho da vida franciscana!

 

LEIA MAIS
VER MAIS NOTÍCIAS

Contato

Entre em contato conosco. Teremos um enorme prazer em atendê-lo.
Nome
E-mail
Telefone
Estado
Cidade
Interesses
Mensagem